Pinhalzinho / Eleições 2020 - 17 de Março de 2021 - 20h53

​Vereador eleito, cabos eleitorais e eleitores são indiciados por compra de voto

A Polícia Civil, da comarca de Pinhalzinho, concluiu investigação sobre crimes eleitorais ocorridos no município, nas eleições municipais, em 15/11/2020, quando 4 homens foram autuados em flagrante por estarem realizando boca de urna, transporte ilegal de eleitores e compra de voto nas proximidades da escola Marcolino Eckert local de uma das seções.

Na ocasião, com um deles foi encontrado R$ 3 mil em espécie, além de “santinhos” de candidato a vereador.

A partir daí a Polícia Civil passou a aprofundar as investigações, descobrindo-se que o então candidato a vereador de Pinhalzinho, que acabou sendo eleito, se valia de seu irmão e outros dois homens que trabalhavam em sua campanha para a compra de votos.

A compra se dava várias formas, sendo oferecido diversas tipos de vantagem.

O mais comum era oferecer R$ 50,00, ou quantidade de gasolina correspondente a esse valor, em troca de cada voto.

Em alguns casos chegou a ser oferecido R$ 100,00 por voto. Com uma eleitora identificada se chegou a encomendar 6 votos por R$ 300,00.

Pela equipe do vereador foi oferecido transporte a eleitores de Nova Erechim, Chapecó, Maravilha, dentre outros.

O vereador e seus dois “ajudantes” foram indiciados pelos crimes de compra de voto, transporte ilegal de eleitores, já que eles levavam eleitores para votar e depois os levavam para casa, o que é vedado pela legislação eleitoral e por boca de urna.

O irmão dele foi indiciado por compra de voto e transporte ilegal de eleitores.

Além disso, outras 5 pessoas, potenciais eleitores, também foram indiciadas por delito eleitoral, já que também comete crime quem negocia seu voto em troca de alguma vantagem.

O inquérito foi encaminhado à Justiça Eleitoral.

A pena para o crime de transporte ilegal de eleitores é de reclusão, de quatro a seis anos; para a compra e venda de votos, é de reclusão, de até quatro anos; e para a boca de urna é de detenção, de seis meses a um ano.

Siga o portal pelas redes sociais

Twitter @campoeresc

Telegran: https://t.me/CampoEreCom

No Facebook https://www.facebook.com/portalcampoere/

WhatsApp

Grupo 1 - https://chat.whatsapp.com/CJPyJezuKVf8QMKqIOWj9e

Grupo 2 - https://chat.whatsapp.com/FlgYJk99SJ62uUSW6plc69

Agradecemos a todos pelo acompanhamento e confiabilidade das nossas informações!

Fonte: CampoErê.Com

Compartilhar:

Veja também

Todos os direitos reservados. Campo Erê.com. 2021